A Câmara de Comercialização de Energia Elétrica – CCEE, operacionalizou em 31 de outubro de 2014, com a coordenação da Aneel, o 6º Leilão de Energia de Reserva.

Dos empreendimentos cadastrados, 626 foram projetos eólicos (15.356 MW), 400 de energia solar fotovoltaica (10.790 MW) e 8 termelétricas a biogás e resíduos sólidos urbanos (151 MW). A contratação do leilão adicionará 1.658,76 MW de potência ao Sistema Interligado Nacional (SIN) entre 2017 e 2037.

Houve contratação para nove estados do país, divididos entre o Nordeste e o Sudeste. O grande destaque foi pro Nordeste , que obteve inserção de 1.289 MW de potência, sendo  aproximadamente metade dos investimentos viabilizados pelo leilão concentraram-se na Bahia, cerca de 3,4 bilhões.

Este é o primeiro leilão em que a fonte solar participa com um produto exclusivo. O preço médio de venda desta fonte foi de R$ 215,12 por MWh.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *